Muitos aposentados se perguntam o porquê do valor da aposentadoria parecer diminuir ao longo do tempo.

Quando falamos dos benefícios previdenciários temos duas situações: primeiro aqueles que recebem apenas um salário mínimo, e aqueles que recebem mais de um salário mínimo.

Os reajustes são feitos de formas diferentes para cada cenário.

Precisamos considerar, primeiramente que o reajuste dos benefícios é garantido pela Constituição Federal, para a preservação do valor aquisitivo. Já a Lei de Benefícios da Previdência dita que nos reajustes será aplicado o índice INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumido), conforme dispõe a Lei 8.213/91.

Já o reajuste do salário mínimo corresponde à variação do INPC, calculado e divulgado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, e a taxa do PIB, por isso tem um reajuste maior.

Dito isso, quem recebe aposentadoria maior que um salário mínimo tem na sua pensão um reajuste de acordo com apenas o INPC. Quem recebe um salário mínimo tem no valor da sua aposentadoria o reajuste do salário mínimo: INPC + PIB.

A diferença de índices aplicados para o reajustamento dos benefícios faz com que os salários sofram variações bastantes distintas e quase sempre o salário mínimo sofre uma variação maior.