Quem está desempregado pode contribuir o INSS para que não perca tempo de contribuição. Nesses casos, o pagamento ao INSS será como facultativo.

Antes de tudo, é importante se planejar e avaliar se a contribuição é possível e o quanto pode pagar.

Existem dois planos tipos de plano de contribuição de facultativo: simplificado e normal.

Plano de contribuição simplificado

Nesse plano – de código de recolhimento mensal 1473 – a contribuição é 11% do salário mínimo (atualmente R$104,94). Ele dá direito apenas à aposentadoria por idade.

Plano de contribuição normal

Nesse plano – de código de recolhimento mensal 1406 – a contribuição é 20% sobre qualquer valor entre o salário mínimo ( atualmente R$ 954) e o teto do INSS (atualmente R$ 5.645,80), o que equivale ao pagamento entre R$ 190,80 a R$ 1.129,16. Quem opta por esse plano pode pedir a aposentadoria por idade, tempo de contribuição e também a progressiva 85/95.

Como contribuir?

Para contribuir, basta gerar uma guia de pagamento no site do INSS ou comprar carnês em papelarias e preenchê-los manualmente. O pagamento deve ser feito até o dia 15 de cada mês.