Para saber se o valor da sua aposentadoria está correto o primeiro passo é saber como é feito o cálculo. Em casos de aposentadoria por tempo de contribuição, a previdência faz uma média dos 80% maiores salários e aplica o fator previdenciário (gerado através de uma fórmula que considera o tempo de contribuição, a idade do trabalhador na hora da aposentadoria e sua expectativa de vida).

Você pode conferir com detalhes o histórico de contribuição e os cálculos na sua carta de concessão de aposentadoria, enviada pelo INSS. Caso ela não chegue pelos Correios, é possível acessar o documento no site www.mtps.gov.br.

Veja se todos os períodos de trabalho e salários da época entraram no cálculo do INSS e se essa média foi multiplicada pelo fator previdenciário correto. Confira na tabela os valores aproximados. (No caso de mulheres, é preciso adicionar 5 ao tempo de contribuição – se contribuiu por 30 anos, procure na tabela como 35): clique aqui para acessar a tabela.

O fator previdenciário é usado para evitar a aposentadoria precoce, grande parte das vezes o número acaba diminuindo a média dos salários, mas em alguns casos pode sim aumentar o valor. Porém, aqueles para quem o fator diminui a média tem a alternativa de usar a fórmula 85/95: mulheres cuja a soma do tempo contribuído e a idade for 85, e homens cuja a soma for 95, tem direito a receber aposentadoria integral. Por exemplo: uma mulher com 55 anos que contribuiu por 33 anos.

Profissionais especializados podem te ajudar e te dar mais segurança na hora de calcular e de pedir uma revisão que seja mais vantajosa para você. Ficou com dúvidas? Entre em contato pelo telefone ou pelo chat do site.