Desde 16 de julho, o CNIS – o extrato previdenciário do trabalhador – pode ser consultado no site do INSS, na seção do segurado, o MEU INSS.

Essa mudança na forma de acesso ao extrato previdenciário e outras certidões tem como objetivo agilizar o fluxo nas agências. O objetivo da mudança é a redução do tempo de espera nas agências do INSS.

Nos últimos doze meses,  foram mais de 9 milhões de atendimentos só para a obtenção dos extratos.

Quem preferir ainda pode buscar o extrato em uma agência. Porém é necessário fazer o agendamento do seu atendimento para essa finalidade.

A mudança está prevista na Instrução Normativa nº 96, onde foi estabelecido que o Meu INSS é o principal canal para emissão de extratos e solicitação de serviços.

O segurado que for correntista do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica também pode retirar o CNIS nas agências do banco.

Além do extrato, estão acessíveis pelo Meu INSS (site e aplicativo) e nas agências apenas com agendamento o Histórico de Crédito de Benefício, Carta de Concessão, Extrato de Empréstimo Consignado, Extrato de Imposto de Renda e Consulta Declaração de Benefício – Consta / Nada Consta.