A fórmula de aposentadoria proporcional 85/95 deve ficar mais rígida com a entrada do ano de 2019. A partir do ano que vem, ela passará a ser 86/96. Com o passar do tempo, chegará a 90/100.

A decisão foi muito criticada, já que o aumento de valores não condiz com a expectativa de vida do brasileiro, fator que não deve aumentar na mesma proporção no período em que a fórmula irá mudar. Dessa forma, o brasileiro passa cada vez mais tempo contribuindo para uma expectativa menor de tempo para aproveitar sua aposentadoria

A preocupação também é com quem completa este ano os 85/95 anos de idade+contribuição e entraria ano que vem com o pedido de aposentadoria. Se a regra mudar, não seria justo que essa parte dos segurados tenha que esperar mais um ano devido à mudança.

Pelo cronograma da fórmula, entre 2019 e 2020, a regra passa a ser de 86 pontos para mulheres e 96 para os homens; entre 2021 e 2022: 87 pontos para trabalhadoras se aposentarem e 97 para os trabalhadores; entre 2023 e 2024 passa para 88 pontos para mulheres e 98 pontos para os homens;entre 2025 e 2026 sobe para 89 pontos (mulheres); e 99 pontos (homens). E finalmente a partir de 2027, passa a valer o critério de 90 pontos para as mulheres e de 100 para os homens, sempre levando em conta a soma do tempo de contribuição e a idade dos trabalhadores.